PLANETA SUSTENTÁVEL

ENCONTRAR OS LIVROS DE WAGNER LUIZ MARQUES - DIGITANDO O NOME DE "WAGNER LUIZ MARQUES"


Pesquisar todo o texto de nossos livros

EDITORA QUANTUM – TREINAMENTOS

Editora Quantum 480 x 60

INVESTE MAIS – A REVISTA DO INVESTIDOR

Amostra Grátis 480 x 60 - www.revistainvestmais.com.br

REVISTA LIDERANÇA

Amostra Grátis 480 x 60  - www.lideraonline.com.br

REVISTA VENDA MAIS

Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br

sexta-feira, 11 de março de 2011

SER EXCELÊNCIA COMO PROFESSOR - PARTE - I

Só não haverá leitor sobre este assunto caso não saiba ler

Inicialmente ao falar em excelência é difícil em decorrência da alta cobrança que ocorre em dias de hoje, devido à tecnologia que avança de forma rápida e acelerada. Em decorrência disso as pessoas com facilidade para utilizar essas ferramentas, dificultam gradativamente à busca da excelência.

Segundo o dicionário http://www.priberam.pt , conceitua excelência como sendo “grau elevado de perfeição, bondade, superioridade, ou seja, pessoas com primazia sobre todos”. Este conceito demonstra realmente como deve ser o professor em sua totalidade, pessoa essa ilustre, descente, no mais alto grau de educação. Diante dessa postura as pessoas que fazem parte no mundo do magistério devem ater-se a essas ações e lutar para que haja com muita atenção e responsabilidade.

Defronte as discussões que ocorrem substancialmente nas dinâmicas educacionais temos: alunos exigindo aulas diferenciadas, pais discutindo programa, coordenadores exigindo métodos de aulas avançados, diretores solicitando economia nos gastos e aumento da clientela, tanto nas instituições públicas como privadas, cada qual necessitando para cumprimento das metas. Para isso ser excelência como professor necessita de dez formas básicas para conduzir ao grau elevado da perfeição, sendo eles:

  1. Amar o que faz!
  2. Apaixonar com o que se propõem a fazer!
  3. Lutar pelo ideal de ser bom profissional!
  4. Buscar motivo em fazer bem feito e com qualidade!
  5. Fazer com qualidade e respeito todas as ações propostas!
  6. Vontade em fazer bem e melhor!
  7. Superar o seu próprio ser!
  8. Nunca desistir dos seus objetivos!
  9. Sempre querer aprender!
  10. Interpretar as ações do ontem, executar o hoje, e planejar o amanhã.

Estas formas realizadas com benevolência farão do professor eficiente e eficaz nas ações propostas a realizar no seu dia a dia.

O auxilio para que faça cumprir estas ações, a sala de aula não pode ser apenas um local que expõe conteúdos de maneira aleatória sem haver um planejamento. Necessita ações com vontade e propor para si mesmo que a extensão da vida de um professor está dentro da sala de aula juntamente com seus alunos, agindo com princípios éticos e valores humanos para seu semelhante.

O parágrafo anterior chega-se a interpretar utópico, devido ao número de noticias e relatos de professores que reclamam da profissão de professor, muitos abandonam o magistérios, outros adoecem, poucos falam bem. A resposta a esse dilema é que por falta de opção profissional, se vê como professor, mas realmente o seu interior não está preparado para agir com disposição de ânimo na prática pedagógica do doar o seu conhecimento ao seu próximo.

As superações desse relato esta na conscientização do profissional, em todas as profissões existem pessoas que não gostam do que faz, mas se vê na necessidade de continuar atuando, para isso o profissional precisa aceitar a sua limitação, se dedicar mais no conhecimento do que se propôs a fazer, utilizar a forma sete “Superar o seu próprio ser!”, para que se convença quanto estiver atuando na função que não seja a de agrado, propõe a fazer com qualidade e com amor, futuramente surgindo a profissão do seu próprio amor, mude, mas quanto estiver atuando como professor, ou qualquer outra profissão faça com qualidade, respeito e responsabilidade.

Segundo os entendidos da lei humana, a primeira impressão é a que fica. Quando iniciar suas atividades lance o primeiro amor aos seus alunos, conheça e faça conhecer entre si, promova a apresentação de cada aluno, assim farão se conhecer e conhecer o professor que esta propondo um laço de paixão perante o grupo que por um longo período de tempo estará juntos.

Ao assumir a profissão de professor deve saber que existem percalços que devem ser conhecidos:

  • A política de incentivo a capacitação e carreira do professor é deficiente, sem lógica, pois seria a profissão que mais deveria ser assistida, pois é dessa profissão que se constrói um país rico e de futuro, mas na prática não se concretiza.
  • Os professores são qualificados pedagogicamente insatisfatórios, pois as instituições superiores, principalmente as públicas preocupa-se muito mais em pesquisa do que didática. Quando se lança bolsas de estudos, a escolha é realizada para poucos e ainda esses vão se aperfeiçoar na sua profissão técnica cientifica, fator esse já realizado no bacharel que volta a ser praticado no “strito senso”. Quando esses voltam para passar seus conhecimentos não sabem ministrar aulas e também prepara-las, tornando assim um “circulo vicioso”, alunos do bacharel não sabe o que aprender e professores não sabem o que ensinar.
  • Os professores não atuam em equipes, dividindo conhecimentos, orientando os recém formados, e criando um laço de harmonia. Na verdade é a profissão que deveria dar exemplo de união e respeito ao próximo, mas na prática não acontece. Muitos desses profissionais vêem o seu companheiro como adversário, sendo assim não existe a arte da boa vizinhança.

Para que exista solução a estes transtornos inerente a uma profissão, sugere-se:

  • Formar grupo de estudos de docentes de várias áreas e discutir a forma pedagógica prática que interajam alunos e professores.
  • Discutir relações educacionais entre professores da área pedagógicas com professores das áreas técnicas, havendo assim uma troca de experiências.
  • Estimular profissionais técnicos na área da docência, demonstrando realmente como é amoroso e gratificante relacionar com seu próximo doando o pouco que possui de conhecimento para o seu semelhante.
  • As instituições de ensino facilitar o acesso a bolsa de estudos para sua equipe de docentes.
  • Desenvolver avaliações semestralmente ou anualmente junto ao seus alunos, para fazer um análise da metodologia utilizada, verificando se está bom e como fazer para melhorar ainda mais.
  • Promover estímulo interpessoal entre professor e aluno, proporcionando confiança entre os alunos para com o professor.
  • O Ministério da Educação e Cultura juntamente com as Secretarias Educacionais, promover trabalhos de melhorias e condições de trabalho ao profissional da área do magistério.
  • Realizar intercâmbios entre instituição de ensinos, promovendo assim discussão entre culturas e ações profissionais praticadas.
  • Sair da indiferença e, buscar mudanças para que possa atingir o seus objetivos desejados.

Segundo Madeira, 2008, em suas pesquisas informais evidenciou que a boa escola é aquela que possui um corpo docente valorizado e estimulado para desenvolver adequadamente suas aulas. Para isso precisa-se de bons professores, assim formara excelentes cursos.

A melhor forma de se conseguir estas informações é consultando o cliente, para uma instituição de ensino o aluno é quem possui a característica ideal para realizar a pesquisa e a avaliação.

Nesta pesquisa informal realizada pelo professor Madeira, (2008, p.15), revelou que o lado humano do professor prevalece entre as ações positivas. O professor amigo, conselheiro, paciente, educado, bem-humorado, descontraído e gosta do que faz é o professor preferencial dos alunos.

Também para ser um bom professor, em uma escala de segundo lugar, consideram aquele que expressa clareza nas explicações, competente, criativo, sábio, moderno, organizado e, sobretudo motivado.

Uma minoria de alunos respondeu que o bom professor é ser exigente, disciplinador, voz ativa. Ainda possui alunos que gostam do professor enérgico, mas para concluir essa pesquisa em relação ao entender do pensamento dos alunos que gostam na realidade do professor que indicam perfeito para eles, aquele que uni-se a tudo e ainda coloca-se respeito perante a comunidade do alunado.

Descreve-se então que o bom professor é o ser humano que interage com os alunos, busca crescimento entre ambas as partes, seja dinâmico na sua didática profissional, ter um bom relacionamento interpessoal, ser prestativo, compreensivo e atencioso, ser realmente a pessoa que os alunos na verdade atualmente não encontram em seus lares.

Para ser um bom professor é preciso:

  • Ser sincero nas ações que proferir a alguém;
  • Ser digno dentro e fora da instituição de ensino;
  • Ser ético, respeitador e digno em todas as ações pessoais e profissionais;
  • Preocupar-se com o crescimento pessoal e profissional;
  • Investir nas suas ações pessoais e profissionais;

Enfim o excelente professor é aquele que gosta de si mesmo e ainda se apaixona pelo seu próximo de maneira verdadeira e dignamente respeitador perante suas ações diárias.

A experiência ajuda muito o profissional, principalmente o professor, convivendo diariamente com a comunidade de alunos faz-se conhecer um pouco da face do ser humano.

Mas sem duvida alguma para agir como um excelente professor, tudo o que foi falado transforma o ser humano, desde que assuma ações de seu conhecimento, nesse mundo ninguém sabe tudo, muito menos o professor, por isso assuma aulas que seja de seu conhecimento e nunca arrisque desenvolver um trabalho a qual não tem conhecimento e só se utiliza para se remunerar ou mesmo assumir um posto pensando em momento futuro se beneficiar, você profissional pode se frustrar e não der seguimento naquilo que poderia ser um excelente profissional, devido a ganância ou mesmo a falta de experiência faz encerrar seus objetivos por motivos fúteis e de pouco valor humano.

Portanto seja calmo com os alunos, “não bata de frente”, seja educado, se prepare, planeja uma boa aula, conheça a ementa da disciplina, investigue como são os alunos, e monte uma boa aula, utilizando maneiras diversas e eficazes para o seu conhecimento.

Muitos cientistas da educação dizem que as aulas expositivas estão fora de moda, mas tanto os professores como os alunos ainda se utilizam e gostam de praticar este tipo de ação, para isso orienta-se que evite ação autoritária, porque o diálogo bem realizado, tratado com responsabilidade, proporciona aos alunos espírito crítico.

Mesmo que o professor pratica suas aulas no formato expositivo, transforme em dinâmica, enriqueça trazendo resultados práticos e discutíveis na atualidade, dar oportunidade ao aluno discutir sobre o assunto. Enfim motive sua aula associando métodos como:

  • Seminários;
  • Trabalhos práticos;
  • Pesquisas;
  • Discussões;
  • Debates.

Para concluir esta análise educacional, a excelência de um professor é saber desenvolver adequadamente o plano de trabalho e conhecer detalhadamente as particularidades da instituição, do curso e dos alunos, para isso saiba preparar o seu digno plano de trabalho, conforme apresenta:

  • O plano de ensino deve ser desenvolvido para cada curso e não para cada disciplina, pois, a mesma disciplina podem ser ministrados em vários cursos, com isso os alunos possuem características diferentes, portanto não se utilize o mesmo plano de ensino, cada um deve ser estruturado e bem analisado.
  • Confecciona seu plano de ensino mediante as suas aulas no decorrer do ano, registrando as mudanças ocorridas nos ensinamentos, os objetivos mudados de acordo com a política pedagógica do ano, livros novos surgidos e assim quando chegar ao final do ano, você terá seu novo plano de ensino adaptado para cada curso que ministra suas excelentes aulas. Dessa forma já está se planejando para o ano seguinte, continuar sendo o professor de sempre melhor e mais motivado em executar as melhores aulas que você pode apresentar.
  • O plano de ensino deve ser desenvolvido pelo professor responsável pela disciplina, pois é ele quem deve ser o conhecedor e estar a par do projeto pedagógico do curso, diretrizes curriculares e o curso com todas as suas variáveis.
  • O professor deve conhecer as particularidades de um plano de ensino, saber o que significa o objetivo, traçar tudo o que de importância para se desenvolver e fazer com que os alunos consiga acompanhar o entendimento da disciplina. A ementa significa o resumo do conteúdo programático e os objetivos nele desenvolvido. As bibliografias devem estar sempre atualizadas, separando as básicas, sendo as bibliografias adotadas para estudo e as bibliografias complementares, utilizadas eventualmente para pesquisas.

Em suma o professor deve ser ele mesmo, não tente desenvolver uma aula com personalidade de outra pessoa, pode transformar o seu momento de sucesso em frustração, espelhe-se, mas agindo com suas próprias ações. Não esqueça a essência fundamental do excelente professor é amar, apaixonar-se pelo próximo, lutar, buscar, realizar com qualidade, estar com vontade de superar a sua própria limitação, não desistir, sempre se aperfeiçoar e planejar bem sua vida, pois a consequencia da sua profissão ser excelente depende exclusivamente de você mesmo.

Professor Dr. Wagner Luiz Marques

Endereços eletrônicos: wagnercne1@gmail.com; wlmcne@hotmail.com; Endereço por correspondência: Wagner Luiz Marques Rua Fernão Dias, 1994 Zona 01 CEP- 87.200-000 Cianorte – Paraná. Telefone: 44-3629-5578 - Celular: 44-9977-6604.