PLANETA SUSTENTÁVEL

ENCONTRAR OS LIVROS DE WAGNER LUIZ MARQUES - DIGITANDO O NOME DE "WAGNER LUIZ MARQUES"


Pesquisar todo o texto de nossos livros

EDITORA QUANTUM – TREINAMENTOS

Editora Quantum 480 x 60

INVESTE MAIS – A REVISTA DO INVESTIDOR

Amostra Grátis 480 x 60 - www.revistainvestmais.com.br

REVISTA LIDERANÇA

Amostra Grátis 480 x 60  - www.lideraonline.com.br

REVISTA VENDA MAIS

Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br

segunda-feira, 18 de abril de 2011

SEMANA SANTA – UM DIALOGO ABERTO


Domingo de Ramos inicia a semana mais importante para a comunidade Católica Apostólica Romana, comemora-se a morte e a ressurreição de JESUS CRISTO, filho de DEUS O TODO PODEROSO.



Para continuar com este assunto, irei fazer uma pergunta que possivelmente deixa todos os leitores curiosos. Passado aproximadamente um mil novecentos e setenta e oito anos de morte e ressurreição de Jesus Cristo, vivendo o século XXI, como seria a recepção em dias de hoje, um homem, modesto, simples, inteligente, ajudando a todos e dizendo que é filho do DEUS TODO PODEROSO?



A recepção seria melhor? Receberíamos de braços abertos? Ou faríamos à mesma coisa como fizeram a mil novecentos e setenta e oito anos atrás?



Estes questionamentos nos deixam intrigado, mas não vejo dificuldades em responder! Sabe por quê? Porque não precisamos ter Jesus Cristo de carne e osso em nosso meio. Violentamos, ultrajamos, matamos novamente segundo a segundo Jesus Cristo. Com todas as injustiças que presenciamos, ou mesmo fazemos estamos praticando a mesma carnificina que realizou com o homem Jesus Cristo filho de Deus.



Para esclarecer ainda mais este tema farei algumas analogias a qual muitos dos escritores, repórteres e demais críticos fazem em relação a este fato.



Inicialmente indicaremos como uma forma de estar agindo drasticamente a morte de Jesus Cristo na atualidade são as pessoas estudadas que se dedicaram a agir, falar e respeitar a palavra santa e na realidade usam para se promover perante a sociedade. São padres, pastores, ministros e demais membros religiosos que se utilizam da fé cristã para se promover pessoalmente.



Os políticos que são confiados os votos da sociedade em fazer o bem para sua comunidade, mas se quer preocupa-se com o mínimo do que deveria fazer, abandona, para não dizer sobre corrupção e roubos contra a saúde, a educação, transporte, meio ambiente e demais órgão sociais que deveriam se preocupar e fazer o que de necessário deveria fazer.



Professores, incumbência importantíssima que lhes foram dadas, o doar o seu conhecimento ao próximo, mas o que deparamos, profissionais se quer preparados para agir com amor e respeito à profissão que lhes foram confiadas.



Médicos, enfermeiros e, demais profissionais da saúde e demais profissionais que juraram responsabilidade e ética perante o ser humano, mas deparamos com uma grande quantidade de profissionais se vendendo por míseros valores em troca da vida do seu semelhante, o que podemos falar de profissionais como estes? Simplesmente pessoas inescrupulosas que matam Cristo milésimos de segundo em prol de trinta moedas de pratas a qual Judas Iscariotes praticou a um mil novecentos e setenta e oito anos.



Não poderíamos deixar de falar das famílias a célula central de tudo isso, e dela que se constitui todos os profissionais, é dela que se promove à sociedade, e é sobre ela que proporciona a construção do cidadão em rocha firme e estruturada. No entanto deparamos com uma célula doente, desestruturada e sem vida, formando pessoas que a diante de Jesus Cristo não quer saber, somente deseja as delicias da vida carnal, esquecendo do brilho da fé, do amor, e da esperança em construir um mundo fraterno, onde todos possam amar um ao outro como Deus e Jesus Cristo nos amou.



Vamos iniciar uma semana Santa com mais amor, e colocar em nossos corações o real sentido da Cruz. Uma Cruz de esperança, de vida, de fé, surgimento e o mais importante o renascimento da vida com respeito perante o nosso irmão que é nosso semelhante.



Por favor, não deixe de ler este artigo, pois certamente contribuirá muito para a sua vida e para vida de cada irmão a qual você enviar.



Professor Dr. Wagner Luiz Marques

Endereços eletrônicos: wagnercne1@gmail.com; wlmcne@hotmail.com; Endereço por correspondência: Wagner Luiz Marques Rua Fernão Dias, 1994 Zona 01 CEP- 87.200-000 Cianorte – Paraná. Telefone: 44-3629-5578 - Celular: 44-9977-6604.

domingo, 17 de abril de 2011

O VERDADEIRO LÍDER É SER EXCELÊNCIA


SER EXCELÊNCIA COMO PROFESSOR


PARTE – IV

Nunca deixe de ler, pois a leitura faz você ser privilegiado no sucesso para o seu mundo.



Ser professor é possuir características existenciais de líder, tomar decisões inesperadas em momentos que não está registrado no plano de aula. Agir racionalmente em todos os atos que praticar. E estar preparado para ações que levam a atuar em beneficio para a sua coletividade, estando atento em cada fato que aconteça no seu dia a dia.



Ser professor verdadeiramente líder é exigir competência, falar com autoridade, respeito, agir dignamente, ser participativo e estar buscando atualização constante.



O ser humano, para conviver dignamente com o seu semelhante, necessita praticar ações que fortaleçam o seu princípio e possibilitem harmonia no meio que vive. Para que isso aconteça, devemos seguir alguns preceitos que estabelecem benefícios para nós mesmo e, também, ao nosso próximo; vamos refletir cada ato e tentar colocá-los em nosso cotidiano. São eles:




  • Ética é o princípio da dignidade humana, que se constituem em regras e valores que o ser humano coloca em prática.



  • Moral é o estado de espírito que garante a honra e integridade das pessoas.



  • Responsabilidade é a condição do sujeito responder pelos atos praticados e assumir as consequências a qual praticou, não deixando de agir para favorecer o desenvolvimento.



  • Liberdade é o desfrutar do livre arbítrio, é o direito da independência, com a restrição de saber identificar o limite individual da pessoa até o limite do seu semelhante, podendo acarretar desavenças e discórdia na sociedade que comunga os mesmos direitos e deveres do cidadão caso não respeite o limite do seu próximo.



  • Valor é a dimensão de volume que possibilita avaliar uma pessoa, uma família, uma comunidade e até mesmo uma sociedade. É a valorização que se consegue através do respeito adquirido com muita dedicação, responsabilidade e luta perante o meio que vive.



  • Sabedoria é a qualidade do ser humano que consiste na habilidade de saber conduzir, no momento certo, os atos e as atitudes. O sabedor não é a pessoa que consegue altas notas e passa nos melhores concursos e sim aquele que conduz as suas ações de forma ponderada, consciente e orientadora perante a sociedade que convive.



  • Respeito é a forma de se relacionar com o próximo, viver e responder dignamente em sociedade.



  • Amor é o ato de transformar o relacionamento em alegria, momento de paz, afeição profunda, zelo e cuidado em qualquer diversidade do relacionamento existente entre as pessoas e o grupo o qual comunga os mesmos objetivos desejados.



  • Determinação é ter firmeza no ato de praticar, vigor no ato de agir, liderança nas ações a realizar.



  • Aceitar é acolher o próximo da maneira que ele é, não avaliando a sua crença, a sua raça, os seus costumes, as condições sociais, civis e religiosas.



  • Compreender é entender que todas as pessoas necessitam viver em comunidade e, para vivermos felizes, a compreensão é significativa para o ser humano.



  • Acreditar é confiar que a educação familiar se sobressairá diante do caos que hoje se instala na sociedade e a paz se instaurará no meio que vivemos.



  • Ser fraterno é conviver de forma amorosa perante o seu próximo.



  • Administrar é o princípio de gerir um local, é saber conduzir adequadamente o lar que vive com muito amor, juntamente com as pessoas que mais quer bem.



  • Ser digno é o princípio humano de respeito perante o seu semelhante.



  • Admitir é concordar com a realidade que existe hoje na sociedade, é ser capaz de aceitar, de se corrigir, pois todos nós temos parcela de participação na construção da sociedade que possuímos.



  • Agradecer é o ato, o efeito de demonstrar a gratidão, ato que pode levar o indivíduo a vencer todos os obstáculos, até mesmo os mais difíceis, pois somos capazes de superar todas as dificuldades quando vivemos em harmonia.



  • Ser harmônico é uma das regras principais da paz, é fazer das pessoas multiplicadores de compreensão.



  • Alicerçar é fundamentar a confiança que existe no interior de cada indivíduo, é acreditar que pode alcançar.



  • Ser cidadão é usufruir dos direitos civis e políticos de uma Nação.



  • Alcançar é atingir a satisfação humana através da compreensão e do ato de entender a limitação do ser humano.



  • Humildade é a qualidade relacionada a simplicidade do ser humano.



  • Ser solidário é o cultivar o princípio de auxiliar a comunidade.



  • Ser humano, o gênero mais sublime da criação de Deus.


Porém, as pessoas conseguirão todas essas dádivas, se tiverem capacidade de corrigir-se e aceitar os erros. Para que consiga isso, é necessário interpretar a rima da vida, aquela que nos transforma em um ser merecedor para atingir o grandioso amor de Deus.



LÍDER E LIDERANÇA



Líder e liderança são palavras muito usadas atualmente. Mas o que vem a ser liderança? O que é ser um líder? A pessoa já nasce com as qualidades de líder? Que qualidades são essas?



Pesquisadores apresentam várias características para classificar um líder. Verificou-se que líderes por melhores condições pessoais que apresentam, não trabalham sozinhos. Precisam interagir com os dirigidos, subordinados, seguidores. Passou-se, então, a pensar não apenas nos líderes, mas também nos liderados.



Entretanto, não podemos responder de imediato às perguntas e identificar o líder e uma liderança, antes disso precisamos identificar o contexto que leva o homem atingir a função de líder e ao mesmo tempo liderar um grupo de pessoas, sendo assim necessita identificar a situação exata de se chegar às respostas claras e entendidas.



O ambiente das instituições educacionais é uma situação que pode levar a formar lideres e liderança, pois um estabelecimento educacional não é composto simplesmente por instalações, equipamentos, recursos materiais e programas curriculares, ele é composto principalmente pela organização humana, pela influência construtiva do "homem" que o compõe.



Uma instituição educacional é mais educadora quando a sua organização curricular, mostra a face humana, estabelece normas e princípios gerais de convivência, prevendo a participação e a discussão dos seres humanos a descobrir a cultura e a responsabilidade de promover trabalhos com qualidades e respeitar a todos que os rodeiam independentemente da raça, do credo e do poder aquisitivo.



Mas para que se possa desenvolver a aprendizagem responsável e verdadeira, é necessária que as pessoas sejam capazes de desenvolver as disciplinas conscientes e com comportamento maduro a ponto de saber colocar em prática no momento que for desenvolver a verdadeira função de liderança.



Pode-se notar que uma das perguntas realizadas acima foi bem respondida, ou seja, a pessoa já nasce com as qualidades de um líder? Ela pode até nascer, mas também pode ser educada e transformada em um excelente líder, através de estudos, treinamentos, reciclagens e etc, na realidade o que basta são as pessoas quererem ser líderes, sendo assim todos tem o potencial de se transformar, só basta querer e buscar o que melhor satisfaz.



Através de um bom estudo, com organizações responsáveis, profissionais qualificados e alunos conscientes criam bons lideres, com qualidade e sobretudo com potencial a dirigir um grupo de pessoas, pois, a aprendizagem faz com que ganha confiança e consegue respeito de seus liderados. Desta forma responde a pergunta sobre qualidades na vida educacional e profissional de uma instituição de ensino.



Neste momento buscaremos decifrar, o que é líder? E o que é liderança?



LÍDER



As características e habilidades exigidas de um líder são deter­minadas pela situação em que ele deve agir. O líder mais eficaz é aquele que melhor satisfaz as necessidades dos liderados.



Mas devemos analisar a situação de um líder, muitas vezes uma pessoa é um excelente líder em uma sala de aula, mas ao ser contratado em uma empresa para dirigir um grupo de funcionários, ele não desempenha da mesma forma, pois sua qualidade de liderança é no local que se sente bem e qualificado para gerir suas ações. Isto também pode ser considerado como um líder político e etc.



Ao estudar liderança, devemos, portanto, estar atentos para três fatores importantes:




  • O líder e seus traços de personalidades;

  • Os liderados, com seus problemas, necessidades e compor­tamentos;

  • A situação do grupo em que líderes e liderados se relacionam entre si.


Poderíamos então, definir liderança como sendo a influência in­terpessoal exercida numa situação, por intermédio do processo de comunicação, para que seja atingida uma meta. Há influência interpessoal, quando alguém tenta afetar o com­portamento do outro, num relacionamento, o papel de quem in­fluência, de quem lidera, pode passar de uma pessoa para outra, variando segundo a situação.



Não podemos, entretanto, confundir liderança com "poder". Quando alguém emprega sua força física, pressão social, coação moral, pressão de lei ou pressão de autoridade, para mudar a situação está usando o "poder", mas não está exercendo a liderança.



Qualquer grupo constituído sofre mudanças de situações em di­versos momentos de sua vida. As alterações que afetam um gru­po exigem sempre reformulação no comportamento do líder. É a transformação da atmosfera psicológica do grupo o principal fa­tor a exigir a capacidade de adaptação do líder.



É através do processo de comunicação que o líder eficaz envia mensagens aos liderados, levando-os à ação para que alcancem os objetivos, as metas previstas.



O líder "é o indivíduo no grupo, a quem é dado à tarefa de dirigir ou coordenar tarefas relevantes nas iniciativas grupais, ou quem, na ausência do líder designado, assume a principal responsabilidade de desempenhar tais funções no grupo".



Isto não quer dizer que o líder assume tal papel durante o tempo todo. Há momentos em que ele atua de forma mais diretiva e ou­tros em que sua abordagem apresenta menor interferência pessoal.



Sempre, porém, que o grupo sentir necessidade de um referen­cial ou de alguma revisão de orientação de suas atividades, de­verá poder contar com o apoio do líder a quem está acostumado a seguir.



O verdadeiro líder deve levar o grupo a produzir frente aos obje­tivos que precisam ser atingidos. Uma vez que isso aconteça, é importante que o grupo participe da satisfação de constatar os resultados alcançados.



Também é responsabilidade de um líder garantir a moral dos membros do grupo. Essa moral deve retratar a satisfação de ca­da membro em particular. Isto implica uma atitude por parte do líder, de sensibilidade para favorecer o ajustamento de cada pessoa, dentro do contexto grupal em que se encontra inserida.



Deve-se ainda, levar em consideração o fato de que um grupo não subsiste isoladamente, todas as pessoas para desenvolver com qualidade as suas ações de líder necessita fazer harmoniosamente e unindo todas as forças necessárias. Desta forma também analisa-se os grupos, pois são constituído de seres racionais que necessitam comungar o espírito de união.



Cabe ao líder, portanto, a sensibilidade de perceber e diagnosti­car as variáveis ambientais, para estar habilitado junto com o grupo, imprimir diferentes orientações ao seu futuro destino, sendo assim, o líder necessita analisar varias perguntas a seguir que poderão identificar claramente o trabalho seu na condução de um grupo de pessoas.



Liderança é exclusividade de alguns?



Quando formam-se grupos, equipes, salas de aulas, necessitam de pessoas que conseguem desenvolver harmonicamente o desempenho profissional, pois existem diferentes pessoas e necessidades, com isso o responsável do determinado grupo deve possuir conhecimentos amplos que demonstre segurança ao seu próximo e ainda mais ser responsável em defender seus colegas em qualquer momento que necessitar. Desta forma a liderança só existe porque o trabalho é realizando em conjunto, ou seja, todos buscando o mesmo objetivo, independentemente da posição que ocupa no grupo, este ditado responde claramente esta pergunta, “uma andorinha não faz verão”.



Qualquer um pode ser líder?



Qualquer potencialidade das pessoas pode ser transformada em força para a liderança. Pessoas que, inicialmente parecem não ter expressão no grupo, à medida que criam confiança em si, libertando-se de inibições, timidez, insegurança, pode passar a exercer muito bem uma liderança, mas deve conhecer bem do que vai dirigir, deve estar preparado psicologicamente e profissionalmente.



Há liderança que não aparece?



Certas formas de liderança, como a da inteligência, “a liderança intelectual” podem não aparecer, porém podem ser mais útil e decisiva do que outra forma de liderança.



Liderança pode ser aprendida?



Cabe ao Instrutor, professor, chefe, supervisor ou dirigente ­perceber capacidades nas pessoas e proporcionar-lhes situa­ções para que estas capacidades se revelem e se desenvolvam. Promove-se assim, o aparecimento de novas lideranças a serviço do grupo.



O líder, frente às "panelinhas", deve estar atento para evitar atitudes opostas?




  • Organizar atividades grupais somente a partir da formação espontânea e natural dos grupos;



  • Ver os subgrupos como elementos negativos e "desmanchar as panelinhas". Mas tomar cuidado com esta atitude, pois empobrece o grupo e leva a desmotivação pessoal, profissional e desconfiança do grupo em relação ao líder.


A melhor atitude de conquista de um líder em acabar o subgrupo é fazer com que eles aceitem a participação de novos elementos, em função das diferentes tarefas a serem realizadas, com isso adquiri confiança e devagarinho extermina com o subgrupo.



Portanto, um líder existe dentro de cada pessoa, o que a pessoa não sabe é que deve ser colocado em prática para satisfazer a si e ao seu semelhante. O líder monta-se uma liderança, mas uma liderança não forma um líder, porque para se transformar necessita do próprio homem querer ser líder.



Existem três tipos de lideres a serem analisados:



1) Autocrático: sua principal característica é a de que o líder é quem toma decisão e impõe as ordens aos subordinados, sem sequer explicá-las ou justificá-las. Os subordinados não têm liberdade de atuação, pois o líder autocrático controla rigidamente a sua atividade e não lhes explica o objetivo de seu trabalho.



2) Liberal: o líder se omite e não se impõe, enquanto os subordinados se tornam os donos da situação. Há uma completa e total liberdade de atuação para os subordinados. Nenhum controle sobre o seu trabalho. Todavia, os objetivos do trabalho não são explicados.



3) Democrático: é o tipo de liderança que fica no meio-termo entre a autocrática e o liberal, evitando as desvantagens de ambos. O trabalho é apresentado pelo líder aos subordinados, que lhes dá as diversas alternativas de execução e os objetivos que devem ser alcançados. O assunto é debatido com os subordinados que fazem sugestões, as quais, se viáveis, são aceitos pelo líder.




  • Um líder não tem idade, mas sim tem a experiência de conduzir o seu semelhante para o caminho da verdade e honestidade.



  • Um líder é alegria, pois ele leva a união entre todo o grupo.



  • Um líder é fé, pois todos acreditam no seu potencial, independentemente da vitória ou da derrota, mas ele está sempre com o seu grupo passando coragem para vencer a próxima batalha.


LIDERANÇA



Para dirigir pessoas, não basta apenas dar ordens, instruir o que deve ser feito, comunicar e motivar é preciso mais. Liderar é o desafio máximo para o ser humano, em si para o profissional qualificado a executar dignamente a sua função.



Liderança é a capacidade de influenciar as pessoas. Para dirigir pessoas, deve-se influenciar os seus comportamentos. Durante muito tempo, achava-se que a liderança era uma qualidade pessoal, determinada por características de personalidades. Atualmente, aceita-se a existência de três fatores de liderança na capacidade de liderar pessoas:



1) Posição hierárquica: decorrente da autoridade em relação aos subordinados. Quanto mais alta a posição hierárquica, maior a força de liderança oferecida pela estrutura organizacional ao administrador.



2) Competência Profissional: é resultante dos conhecimentos gerais (cultura geral) e específicos (cultura técnica) que o profissional possui. Quanto maior a competência profissional, maior a força de liderança que o próprio professor possui.



3) Personalidade: decorrente das qualidades pessoais, como seu temperamento, caráter, relacionamento humano, inteligência, compreensão, etc.



A personalidade constitui uma base importante para a liderança. Se não houver facilidade no tratamento com as pessoas, de nada vale a posição hierárquica e a competência profissional. Convém lembrar que liderar é influenciar o comportamento das pessoas.



Sendo assim o líder e a liderança é um conjunto de fatores que leva ao máximo do ser humano, portanto todos têm a capacidade de ser líder e liderar, mas primeiramente deve querer e buscar maneiras para atingir a fase principal do profissionalismo, o conhecimento, à vontade e a persistência que esta dentro do próprio homem, só falta ele querer.



A identificação de um líder deve ser bem analisada, pois existem claramente em nosso meio dois tipos de líderes, que precisam ser bem avaliado:



Existe o líder que é educado, fácil de lidar, porque é compreensivo e possui característica da humildade própria, o carisma para o seu próximo, ser verdadeiro e honesto.



Já existe o outro tipo de líder, que possui toda característica biológica de líder, mas a maior falha que uma pessoa pode ter: é maldosa, falsa, prepotente, arrogante, antipático, individualista, mesquinho e pior de todas não consegue perdoar o seu próximo, este tipo de líder infelizmente é o que mais se encontra na sociedade, pois não são preparados para dirigir um grupo de pessoas.



Desta forma, o líder magistral é aquele que sabe se auto-avaliar e consegue atingir a harmonia e humildade pessoal e profissional em todas as suas faces humanas.



Líder é você, porque você quer ser harmônico e humilde perante o seu próximo.



O QUE É SER LÍDER?



Líder é aquele guia, professor, condutor, é a pessoa que orienta ou dirige um grupo de pessoas com o desejo de promover o bom relacionamento com qualidade prestada para seu terceiro.



Toda pessoa que possui esta dádiva deve-se utilizar sempre para fazer o bem. A liderança não é demonstrar que sabe mais do que os demais, mas sim encaminha-lo para realizar bem feito àquilo que foi incumbido a fazer.



Sempre que falamos de um líder, logo relacionamos com um grupo de subordinados fazendo tudo o que é pedido para fazer, sem haver um diálogo, uma troca de idéias, enfim uma escravidão total, mas de imediato devemos descaracterizar esta palavra “subordinado”, e sim relacionarmos como companheiros, esta palavra soa com carinho e demonstra um afeto no relacionamento.



Muitos estudiosos dizem que líder não faz, mas sim nascem com esta dádiva de Deus. Pensando em alguns líderes podemos destacá-los que já vieram com esta dádiva imensurável dentro de si, mas não souberam realizar a sua liderança dignamente, foram ou é pessoa que nasce como líder e não age dignamente, torna pessoas insensatas e até mesmo assassinas, como vemos em muitos casos.



Logo todos precisam se reciclar para se constituir como um bom líder. O relacionamento com o próximo, ser bem visto, agir dignamente, podemos constituir bons lideres, tanto nascendo com a dádiva de líder, ou não nascendo com a mesma dádiva concedida por Deus.



Para nos transformarmos em um bom líder, precisamos traçar varias estratégias, dentro e fora do nosso ser, adequando-a para o relacionamento e conquista do nosso semelhante, ser companheiro. Esta conquista se dá de várias formas, desde que usamos com amor e fraternidade aquilo que estamos imbuídos a fazer, conseguiremos um bom relacionamento.



Na medida em que nos relacionamos com nosso próximo, devemos conquistá-lo da forma mais amena possível, ou seja, conquistar com simpatia e demonstrar que estamos sempre ao seu lado, defendendo a todo o momento, sem dúvida por uma causa justa e honesta.



No primeiro momento que nos apresentamos, precisamos demonstrar que não sabemos mais que ninguém, e sim todos são iguais, cada um sabendo desempenhar a sua ação com eficácia (virtude digna). Sendo mais um na luta da prosperidade da causa desejada. Este contato inicial deve ser o momento da conquista, proporcionando uma amizade sadia e não uma barreira entre o líder e os demais que participam no grupo.



O nomeado para dirigir uma equipe, nomeando como líder, deve conhecer imediatamente todas as pessoas da equipe, pois serão eles que aceitarão e seguirão suas idéias. Mostrar para todos que a equipe deve ser compreensiva, amiga, coletiva, pois a nenhum momento a solidão consegue transformar algo em objetivos desejados.



Temos vários exemplos que demonstra que a forma de equipe, de união faz superar barreiras:




  • Só transborda um rio, quando une a água do riu juntamente com água da chuva, elas superam barreiras, barragens, vencem quaisquer obstáculos.

  • A união das andorinhas faz verão, pois uma só não realiza-se nada.

  • Uma matilha de hienas consegue vencer um leão, mas uma única hiena deverá fugir, pois será devorada imediatamente.


Estes são alguns exemplos que podemos citar que a união faz a força, e é por isso que o espírito de união deve sempre estar em conjunto com o líder e seus companheiros de equipe.



Líderes são pessoas que consegue conquistar à amizade, fazendo que todos busquem uma única causa a qualidade com eficiência (agir com qualidade) e eficácia (virtude digna) a todas as suas ações. O bom líder tem em sua mente e no seu vocabulário palavras de conforto e ânimo para sua equipe, a todo o momento demonstra o bom relacionamento que tem para seu próximo.



O líder verdadeiro ao iniciar seu diálogo, começa entusiasmando a todos, mexendo com o valor humano de cada pessoa, e fazendo refletir a vontade de atingir os seus objetivos principais a vontade de vencer. O responsável com uma equipe demonstra de forma fervorosa as ações aplicadas, demonstram satisfação em fazer parte da equipe.



O líder elogia as pessoas de forma agradável, sem muita suavidade, mas sim o necessário que faz o membro de sua equipe sentir-se bem e satisfeito em desempenhar a sua ação. Enfim o elogio é peça propulsora do mecanismo de fé e esperança para o nosso próximo.



Independentemente o que se discute sobre liderança deve-se avaliar a devida ação, “muitas vezes não é a quantidade monetária que faz o homem se sentir satisfeito, mas sim é sentir o reconhecimento daquele que esta ao seu lado”.



O líder verdadeiro é aquele bom amigo, que demonstra no momento da dificuldade do outro a paciência, aconselha sobre os problemas que aflige, elogia no momento certo e, com paciência mostra as falhas de cada membro de sua equipe. A pessoa que atuar assim pode afirmar que é um bom líder para sua equipe.



Todo desempenho pessoal, profissional, familiar deve ser desempenhado em conjunto, ninguém vive solitariamente neste mundo, pois a solidão é a maior dor que pode existir para o ser humano. O líder para desempenhar um bom trabalho deve trabalhar em comum união entre sua equipe.



O líder supera desafios. Existem contos populares que vem de encontro com essa frase, “é muito mais fácil mexermos com dez mil cabeças de bois do que com um ser humano”. Isto é uma realidade, o homem é bom até o momento que desejar, porque se levantar mal humorado e insinuar na sua mente que hoje será um péssimo dia, o homem com certeza assumira o seu pior dia da vida. É a nossa mente que domina o nosso ser de raciocinar, de se relacionar, de conviver com nosso semelhante.



Contudo o verdadeiro, o bom, o preparado líder é aquele que consegue superar todos os desafios e principalmente os obstáculos que existem diariamente na sua mente.



Para o professor deve agir com toda essa presteza, pois ele é o educador na formação de bons, grandes e verdadeiros líderes. Sendo assim o primeiro líder que deve existir na sociedade é a excelência como professor, logo o professor deve agir com categoria tudo que foi relatado neste assunto e executar com prática a cada palavra que foi colocada de texto aplicativo ao SER EXCELÊNCIA COMO PROFESSOR.



Professor Dr. Wagner Luiz Marques


Endereços eletrônicos: wagnercne1@gmail.com; wlmcne@hotmail.com; Endereço por correspondência: Wagner Luiz Marques Rua Fernão Dias, 1994 Zona 01 CEP- 87.200-000 Cianorte – Paraná. Telefone: 44-3629-5578 - Celular: 44-9977-6604.



MADEIRA, MIGUEL CARLOS SOU PROFESSOR UNIVERSITÁRIO E AGORA? –– EDITORA SARVIER - 2008.


MARQUES, Wagner Luiz. O PODER DA SUPERAÇÃO. Gráfica e Editora Bacon Ltda. Cianorte. 2002 - e http://books.google.com.br. 2009. http://books.google.com.br/books?printsec=frontcover&id=ennxdy6aEGQC#v=onepage&q&f=false


MARQUES, Wagner Luiz. O LÍDER NÃO ACONTECE POR ACASO. Gráfica e Editora Bacon Ltda. Cianorte. 2004. e http://books.google.com.br. 2009. http://books.google.com.br/books?printsec=frontcover&id=nVDZU2Lfl4sC#v=onepage&q&f=false.


MARQUES, Wagner Luiz. O GRANDE CIENTISTA. Gráfica Grafisul. Cianorte. 2007/2008. E http://books.google.com.br. 2009. Postado no google em Novembro de 2009. http://books.google.com.br/books?printsec=frontcover&id=0wn2p5Gcvq4C#v=onepage&q&f=false.


MARQUES, Wagner Luiz. CIANORTE – UMA NARRATIVA DA SATISFAÇÃO HUMANA. Gráfica Grafisul. Cianorte. 2007/2008. E http://books.google.com.br. 2009. Postado no google em Novembro de 2009. http://books.google.com.br/books?printsec=frontcover&id=G6Ln3st3_lEC#v=onepage&q&f=false - http://books.google.com.br/books?printsec=frontcover&id=OwfUWk7_a6IC#v=onepage&q&f=false.


MARQUES, Wagner Luiz. CIÊNCIAS EMPRESARIAIS – LIVRO ON-LINE. Cianorte – Paraná e http://books.google.com.br. 2010. ARQUIVO – 48.



PALAVRAS-CHAVE: EDUCAÇÃO; QUALIDADE; VONTADE; ENTUSIASMO; FORÇA; EXCELÊNCIA; PROFESSOR; MERCOSUL; REVALIDAÇÃO; DOUTORADO; MESTRADO.