PLANETA SUSTENTÁVEL

ENCONTRAR OS LIVROS DE WAGNER LUIZ MARQUES - DIGITANDO O NOME DE "WAGNER LUIZ MARQUES"


Pesquisar todo o texto de nossos livros

EDITORA QUANTUM – TREINAMENTOS

Editora Quantum 480 x 60

INVESTE MAIS – A REVISTA DO INVESTIDOR

Amostra Grátis 480 x 60 - www.revistainvestmais.com.br

REVISTA LIDERANÇA

Amostra Grátis 480 x 60  - www.lideraonline.com.br

REVISTA VENDA MAIS

Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br

sábado, 28 de maio de 2011

FALAR EM PÚBLICA - O ARTIGO

FALE: VOCÊ ESTÁ SENDO GRAVADO



ESTUDO




  1. A BUSCA DO FALAR EM PÚBLICO

  2. ALCANÇAR CONFIANÇA

  3. CONQUISTAR O DIREITO DE FALAR

  4. DAR VIDA A PALESTRA

  5. O PALESTRANTE DEVE COMPARTILHAR COM O AUDITÓRIO

  6. PLANEJAMENTOS E OBJETIVOS PARA PALESTRAS

  7. PALESTRA AGRADÁVEL TRANSMITE INFORMAÇÃO

  8. CONVENCER O OUVINTE

  9. PREPARAR MENTALMENTE PARA FALAR

  10. HABILIDADE DE TRANSMITIR

  11. APRESENTAÇÃO DO AGRADECIMENTO

  12. AÇÕES LÓGICAS PARA UMA BOA ORATÓRIA


1. A BUSCA DO FALAR EM PÚBLICO



O estudo divide-se em três áreas importantes:



n Buscar a arte de falar bem ,


n Não se preocupar com a platéia


n Expressar com clareza a fala aos ouvintes .



OBJETIVO DE FALAR BEM



Realizar a conversa em pé, para ganhar confiança, respeito e clareza ao expressar a voz.



OBSERVAR OS PROCEDIMENTOS



Observar os procedimentos executados por pessoas que são experientes na ação de falar em público. Esta atitude demonstrará conhecer o que é correto e o que não é ao falar para um grupo de pessoas.



Avaliar reportagem, palestra, entrevista.



SUCESSO DA ORATÓRIA



Para obter êxito, precisa de qualidade, vontade, entusiasmo, persistência e capacidade de vencer obstáculos através da autoconfiança.



APROVEITAMENTO DAS OPORTUNIDADES



Não pode deixar passar as oportunidades, estar preparado sempre ao falar em público, não ter receio, ser comunicativo e, ao ser solicitado a falar a uma ou mais pessoas falar e lutar contra o medo.



2. ALCANÇAR CONFIANÇA



O palestrante, professor, pastor, padre, artista, cantor etc., todos têm medo ao iniciar a fala em público. O que acontece é que acostumando com o ambiente, facilita a autoconfiança.



ANÁLISE PARA SUPERAR O MEDO



n Saber que não somos as únicas pessoas que possuímos medo de falar em público.


n É necessário certo medo, para nos preparar melhor. A autoconfiança nos atrapalha.


n A principal causa do medo é o fato de não se ter o costume.



PREPARAR-SE PARA A ORATÓRIA



Ao receber o convite para proferir uma palestra, dirigir uma reunião, ministrar uma aula, deve-se preparar plenamente.



n Fazer um planejamento de conteúdo.


n Controlar o horário previsto do evento.


n Não demonstrar incapacidade no que for fazer.


n Não improvisar na oratória, causa insegurança.


n Leia com muita atenção o material a ser apresentado.


n Estude e conheça do assunto.


n Dê exemplos para o enriquecimento do trabalho.


n Se possível utilize multimídia. A apresentação visual torna-se favorável para a boa oratória e o entendimento do público.



DISCURSO DECORADO



Não podemos decorar uma fala, pode provocar bloqueio mental diante do auditório e levar ao esquecimento.



A oratória decorada é cansativa para o ouvinte, proporcionando desânimo, tornando improdutiva a fala.



ORDENAÇÃO DO DISCURSO



O planejamento da oratória deve ser desenvolvido de maneira que contenha início, meio e fim, para que o ouvinte possa entender o raciocínio do assunto.



Procure experiências que reúna idéias utilizando experiências do dia a dia.



IMPRESSIONE NA FORMA DO FALAR



Colocar as palavras perfeitas e esclarecedoras, tornar o público atento a escutar, agindo:



n Entoe a voz de forma forte e que convença o auditório e demonstre confiança naquilo que está falando.


n Fale de assunto que domine, tenha competência adquirida através da experiência ou através do estudo.


n A melhor forma de conquistar o ouvinte é contar da vida que sempre lhe ensinou.



Em nenhum momento poderemos nos desanimar, porque nunca agradaremos a todos os participantes.



3. CONQUISTAR O DIREITO DE FALAR



Falar em público é conquistar a platéia, é cativar de uma maneira que proporcione simplicidade, confiança e respeito perante os ouvintes.



O orador deve sempre colocar palavras fáceis, concretas e familiares que possibilitem a criação de imagem ao público participante.



Tornar a palestra dinâmica, animada, com vida e atraente às pessoas.



4. DAR VIDA À PALESTRA



Para dar vida à palestra, o apresentador deve falar ao público de forma encantadora e conduzir a mesma de forma simpática, utilizando palavreado que manifesta a real participação do público, utilizar a empatia, colocar-se no lugar do ouvinte e identificar que só será agradável uma conferência pública quando estiver falando para as pessoas que estão querendo ouvir.



A melhor forma de cativar a platéia é usar a simpatia ao extremo, demonstrar que sabe, mas não de forma insolente.



5. O PALESTRANTE DEVE COMPARTILHAR COM O AUDITÓRIO



Para que uma palestra contagie o auditório o palestrante deve motivar os participantes a fazerem parte da palestra; deve haver uma interação entre o palestrante e o público.



n O orador não deve reagir com críticas ao auditório.


n O orador deve tomar cuidado com exemplos práticos, evitando citar nomes de empresas ou pessoas, caso seja criticas. Agora, se houver elogios não há problema de citar nomes.



6. PLANEJAMENTOS E OBJETIVOS PARA PALESTRAS



Planejamento da palestra é a função que programa o conteúdo para adequar a realidade do público alvo. O objetivo do planejamento é conseguir oportuna introdução de novos dados, aperfeiçoamento das informações e identificação de mercado para que possa desenvolver uma boa palestra e o ouvinte se apaixone pelo conteúdo apresentado.



PLANEJAMENTO PARA UMA BOA PALESTRA



n Inicia-se na construção de um bom tema.


n Compor de forma clara o que se pretende apresentar.


n Desenvolver os passos a serem realizados.


n Descrever o conteúdo a ser ministrado juntamente com a carga horária.


n Citar as Bibliografias utilizadas.



EXEMPLO DE PLANO ORGANIZACIONAL



Tema: É o assunto que irá apresentar.


Ementa: Um breve resumo do que será trabalhado.


Objetivo: O alvo que deverá ser conquistado para transformar a visão em realidade.


Carga Horária: Identificar o número de horas que será trabalhada no evento.


Conteúdo do Programa: Especificar detalhadamente o que será apresentado no evento.


Procedimentos Didáticos: Especificar a maneira que será a exposição da oratória.


Recursos: Identificar o material didático a ser usado no curso, aula etc.


Avaliação: Especificar como será a avaliação, caso existir.


Referência Bibliográfica: Os autores e livros utilizados na preparação da palestra.



7. PALESTRA AGRADÁVEL TRANSMITE INFORMAÇÃO



Quando for proferir uma palestra, evite termos técnicos, principalmente quando for ministrar para um público leigo no assunto. É necessário que se transforme o termo técnico em palavras utilizadas constantemente pelos ouvintes.



TÉCNICAS PARA DESENVOLVER UMA BOA PALESTRA



n Evite que o público veja com antecedência o que será apresentado durante a palestra.


n As apresentações visuais devem ser suficientemente grandes para que o público enxergue em qualquer posição que esteja acomodado.


n O orador deve evitar olhar permanentemente o seu “slide” e, principalmente, permanecer lendo.


n Não monte “slides” com muitas informações, pois o auditório não está em uma palestra para ler e sim, para ver imagens e ouvir ao palestrante.


n Cative o auditório a ficar apreensivo com o que será apresentado no decorrer da palestra para que motive a estar atento em todo o decorrer do evento. O mistério é a maior sensação de entusiasmo do ser humano.



8. CONVENCER O OUVINTE



O Palestrante para convencer o ouvinte deve-se colocar o corpo na postura ereta, evitar sentar-se caso esteja sendo o orador, não encostar-se aos móveis do auditório e utilizar a voz de maneira que o timbre seja auto ou baixo conforme a ocasião do conteúdo.



n A voz é a essência da conquista e o orador deve entoná-la de maneira que utilize as duas tonalidades, alta para motivar a platéia e baixa para exprimir ação de simplicidade, calma e atenção máxima no que está falando.


n O entusiasmo do orador é o motivo de alegrar o auditório.


n O palestrante, mesmo entusiasmado, deve respeitar o auditório e transmitir informações sadias e respeitosas.


9. PREPARAR-SE MENTALMENTE PARA FALAR



O orador deve estar concentrado para que reflita bem o que irá expressar.


O palestrante estando concentrado saberá falar as palavras certas e não correrá riscos de falar fatos indevidos.



Portanto, qualquer frase, comparação, exemplificação que o orador for fazer, deve ser avaliada muito bem antes de se expor ao público.



10. HABILIDADE DE TRANSMITIR



A melhor forma de apresentar uma palestra é conversar com os participantes, é motivá-los a fazer parte do evento e tornar-se um mero interlocutor da palestra.



A firmeza das colocações dos conteúdos, dos objetivos a ser apresentado, do conteúdo programático realizado, demonstrar a sinceridade, o entusiasmo e a honestidade do que está falando.



11. APRESENTAÇÃO DO AGRADECIMENTO



n Expresse os sentimentos sinceros do agradecimento, demonstrando de forma calorosa o “muito obrigado”. Isto irá valorizar todo o seu trabalhado e motivará os participantes a também agradecerem pelo seu sincero desempenho profissional.


n Valorize a público todos os que ajudaram o seu planejamento de palestras, não se esquecendo de nenhum deles.


n Agradeça ao convite que foi dado para palestrar esse determinado evento.



12. AÇÕES LÓGICAS PARA UMA BOA ORATÓRIA



n Não inicie uma palestra pedindo desculpas. os participantes sentirão insegurança.


n Não inicie a palestra contanto piada, muitos do auditório podem não gostar, não achar engraçado ou conhecê-la e perder todo o brilho da conversa.


n Inicie contando exemplos de vida, principalmente a do próprio orador.


n Entusiasme o público, dê vida à conversa, mostre o conhecimento.


n Seja positivo na forma de se expressar: não demonstre nervoso, insegurança e agitação. Todos estes fatores proporcionarão desvalorização na conversa.


n Aproveite o máximo de apresentação visual, o participante gosta e fixa mais com imagens do que com muita fala.


n Observe bem a postura de se colocar em uma palestra. Evite sentar, encostar ou mesmo debruçar sobre a mesa.


n Não desvirtue a fala que deve ser proferida no evento deixando de cumprir com os objetivos planejados.


n Sugere-se não colocar muitas informações nos “slides”, pois torna-se cansativo e não motiva o participante a ler e prestar atenção na comunicação.


n Planeje a duração da palestra de forma que não desanime os participantes e cumpra rigorosamente com o tempo.



O amor é igual a uma rocha: persiste em não ser destruído, mas o tempo passa, os percalços da vida vão deteriorando a fortaleza existente, até que um dia se abala. Não podemos permitir-nos sofrer esse abalo, pois o amor deve sempre permanecer entre nós. Só assim podemos construir um mundo de paz e harmonia entre os povos.



Professor Dr. Wagner Luiz Marques


Endereços eletrônicos: wagnercne1@gmail.com; wlmcne@hotmail.com; Endereço por correspondência: Wagner Luiz Marques Rua Fernão Dias, 1994 Zona 01 CEP- 87.200-000 Cianorte – Paraná. Telefone: 44-3629-5578 - Celular: 44-9977-6604.

Nenhum comentário: