PLANETA SUSTENTÁVEL

ENCONTRAR OS LIVROS DE WAGNER LUIZ MARQUES - DIGITANDO O NOME DE "WAGNER LUIZ MARQUES"


Pesquisar todo o texto de nossos livros

EDITORA QUANTUM – TREINAMENTOS

Editora Quantum 480 x 60

INVESTE MAIS – A REVISTA DO INVESTIDOR

Amostra Grátis 480 x 60 - www.revistainvestmais.com.br

REVISTA LIDERANÇA

Amostra Grátis 480 x 60  - www.lideraonline.com.br

REVISTA VENDA MAIS

Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br

domingo, 5 de junho de 2011

AVALIE SUA VIDA COMPARANDO A HISTÓRIA COM A REALIDADE

Analise o comportamento humano observando a história mitológica. Três mitos da mitologia que identifica claramente a infelicidade e que cabe perfeitamente a cada um de nós fazendo como desperdiçamos a nossa vida. A infelicidade é a maior doença que aflige o ser humano.




  • DÂMOCLES,

  • SÍSIFO, E,

  • MIDAS.


DÂMOCLES: A INFELICIDADE POR FALTA DE FÉ



Dâmocles era um súdito da corte do rei Dionísio, sempre que podia, Dâmocles expressava seu sonho de um dia poder ter à mão tudo o que desejasse.



Dâmocles insistiu tanto nesse desejo que Dionísio resolveu revelar-lhe as angústias do poder. Convidou-o para ser rei por um dia, com direito a coroa, cetro, banquete e tudo o mais. Mandou, porém, colocar uma espada em cima do trono, presa por um fio de crina de cavalo.



Dâmocles ficou feliz, finalmente seu sonho seria realizado. Vestiu-se com pompa, assumiu a condição de rei e mergulhou no banquete em sua homenagem. Porém, no meio da festa, levantou os olhos e viu, sobre sua cabeça, a espada ameaçadora, que poderia a qualquer momento decepá-lo. Engoliu a seco, ficou morrendo de medo, mas entendeu nessa hora o que são as angústias do poder.



OS DÂMOCLES MODERNOS:



Sempre preocupados. Sentem-se ameaçados, tendo ou não estabilidade econômica.




  • No trabalho têm medo de ser demitido.

  • No casamento, têm medo de ser traído ou abandonado.

  • Empresários, têm medo de ser traído pelos fornecedores e abandonado pelos clientes. Têm medo de que uma simples gripe se transforma em doença grave.

  • Têm medo de que os filhos adolescentes se tornem viciados em drogas.

  • Vivem sobressaltados com a possibilidade de acidentes ou ataques cardíacos.

  • Assusta-se com o simples soar de uma campainha ou telefone.


No fundo, não acreditam neles próprios e estão sempre desconfiados.



A INFÂNCIA DO DÂMOCLES



É marcada por crises:




  • Morte de uma pessoa querida.

  • Algum acidente grave.

  • Ameaça dos pais, relacionamento agressivo em casa e absoluta falta de diálogo.


Em geral, um dos pais dessas pessoas era também do tipo Dâmocles:



  • Vivia assustado e transmite essas preocupações aos filhos.

  • O tempo todo escutava frases como esta: “Cuidado, seus colegas podem pegar sua borracha”, “Se não for o primeiro da classe não conseguirá arrumar um bom emprego”, “Não brinque na chuva para não se resfriar”.


SOFRIMENTO BÁSICO DO DAMÔCLES: PREOCUPAÇÃO



É a preocupação. Vivem tensos. Qualquer incidente, positivo ou negativo, causa ansiedade. O medo reside no sofrimento do passado e cria a dor do futuro.



Os Dâmocles sentem a dor do passado como se a cena estivesse acontecendo de novo. Raramente conseguem relaxar, nem descansar. No fundo os Dâmocles acreditam que a preocupação os protege. Se tiver medo de que o avião caia, o avião não cairá. Se tiver medo de que o filho se vicie em droga, ele não se viciará. Se tiver medo de que o casamento acabe, ele não acaba.



TRABALHO



É a fé que nos mantém acordados. Só o trabalho faz médico e enfermeiros passarem dias e noites cuidando de um paciente terminal. Só ela dá força a um soldado durante uma operação de resgate, à procura de sobreviventes em meio aos escombros de uma catástrofe. Só ela estimula um advogado a procurar provas para salvar um inocente.



FILHOS



Quando se cria um filho para o mundo a felicidade dele está sendo facilitada. Mas, quando se cria um filho para mantê-lo sempre ao nosso lado, o trabalho será imenso e o resultado, repleto de conflitos. Esse filho vai relutar, resistir, e só com muita culpa poderá realizar os sonhos de seus pais.



A SAÍDA DOS PROBLEMAS



Avalie o exemplo a seguir e faça uma comparação sobre como você esta se livrando dos problemas.



A guerra havia terminado, e ele viajava sentado em um ônibus, com um enorme pacote no colo. A certa altura, o cobrador, curioso, lhe perguntou: “O que você leva aí no colo?” O homem respondeu: “Uma bomba que ainda não explodiu. Estou levando-a para o Exército”. O cobrador, então, aconselhou: “É perigoso carrega-lo no colo. Coloque-a embaixo do banco, por favor”. Vivem tirando a bomba do colo e colocando-a embaixo do banco, imaginando que dessa forma estarão resolvendo o problema.


FRASE IMPORTANTE PARA CADA UM DE NÓS: “NÃO LEVE A VIDA A SÉRIO. VOCÊ NÃO VAI SAIR VIVO DELA”.



SÍSIFO: A INFELICIDADE POR FALTA DE FORÇA -



Um dos personagens mais interessantes da mitologia grega é Sísifo, o rei de Corinto. Era tido como o mais esperto entre os homens. Apesar de toda a sua astúcia, sempre se via diante das situações mais complicadas. Cada esperteza criava novas dificuldades. Certa vez, Sísifo descobriu por acaso que Zeus havia raptado Egina, filha de Ásopo, o deus dos rios. Como faltava água em suas terras, Sísifo teve a idéia de revelar a Ásopo o paradeiro de sua filha, desde que lhe desse em troca uma nascente. O pai desesperado aceitou de bom grado a proposta. Deu a Sísifo a nascente e soube então que sua filha fora raptada por Zeus.



Sísifo teve água, mas arrumou outro problema: Zeus ficou furioso com a delação e mandou a morte busca-lo. Confiando na própria astúcia. Sísifo recebeu a morte e começou a conversar. Elogiou a sua beleza e pediu-lhe para deixa-lo enfeitar seu pescoço com um colar. O colar na verdade não passava de uma coleira, com o qual Sísifo manteve a morte aprisionada e conseguiu driblar seu destino. Durante um tempo, não morreu mais ninguém. Sísifo soube enganar a morte, mas arrumou novas encrencas. Dessa vez com Hades, o deus dos mortos, e com Ares, o deus da guerra, que precisava dos préstimos da morte para consumar as batalhas.



Tão logo teve conhecimento do acontecido, Hades libertou a morte e ordenou-lhe que trouxesse Sísifo imediatamente para os infernos. Quando Sísifo se despediu da mulher, teve o cuidado de pedir secretamente que ela não enterrasse seu corpo.



Já nos infernos, Sísifo reclamou a Hades da falta de respeito de sua esposa em não enterrar seu corpo. Então suplicou por um dia de prazo para se vingar da mulher ingrata e cumprir os rituais fúnebres. Hades concedeu-lhe o pedido. Sísifo retomou então seu corpo e fugiu com a esposa. Havia enganado a morte pela segunda vez.



Viveu muitos anos escondido, até que finalmente morreu. Quando Hades o viu, reservou-lhe um castigo especial. Sísifo foi condenado a empurrar uma enorme pedra até o alto de uma montanha. Antes de chegar ao topo, porém, a pedra rolava para baixo, obrigando Sísifo a retomar sua tarefa, até o fim dos tempos.



OS SÍSIFOS MODERNOS:



Quando a pessoa olha para sua vida, percebe que realizou muito pouco de seu potencial. Olha para o passado e vê as oportunidades que perdeu. Os Sísifos é aquela pessoa que pensa que dá um jeitinho em tudo, mas só entra pelo cano.



Não pense que alguém começa um negócio e, de imediato, obtém sucesso. Não acredite em presente de Papai Noel. Acredite em trabalho, planejamento. Acredite em você e na sua equipe. Montar um negócio sem estar preparado para administrá-lo é jogar um sonho pela janela. Muitas vezes, a base do sucesso é p trabalho de bastidores.



OS CAMINHOS DA TRANSFORMAÇÃO



Pessoas determinadas fixam sua atenção nos objetivos, enquanto os perdedores concentram-se nos obstáculos.



Enquanto os jovens vencedores imaginam o diploma e estudam com afinco, os perdedores queixam-se de cansaço, Os vencedores têm em mente a festa de formatura, enquanto os perdedores pensam no jogo de futebol que deixou de participar. Um vive procurando solução para os problemas, o outro, uma desculpa para desistir.




Se você quiser atingir uma meta especial, terá de estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar, enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.



Disciplina é a capacidade e seguir um método. Quando se fala em disciplina, a primeira coisa que vem à mente é o conceito de rigidez. Mas disciplina, na verdade, está associado à palavra discípulo, que é aquele que tem capacidade de aprender com um mestre, segundo seu método.



Desprendimento é o caso de pais que se relacionam bem com os filhos enquanto são crianças, mas não mudam de atitudes quando eles entram na adolescência. Não vale a pena resistir à mudança, pois os adolescentes não querem ser tratados como crianças. Quando os pais insistem, os conflitos são inevitáveis. Para o bem desse relacionamento, é preciso ter humildade para deixar o passado para trás e criar um novo aprendizado.



Precisamos aliviar-nos do excesso de bagagem para poder viver com criatividade. Carregue o mínimo peso possível, só o que for estritamente necessário. Quando você era criança, seus pais e seus professores fizeram sua mala. Continuar carregando tudo o que foi colocado dentro dela é uma decisão que hoje compete a você. Jogue fora o que é inútil!



Quando começar um novo relacionamento ou um novo negócio, feche a porta do passado, para não voltar a ele, e mergulhe fundo na nova aventura.



REI MIDAS:



Midas era um rei completamente apaixonado por dinheiro e, apesar de milionário, queria ter sempre mais para ser a criatura mais rica do planeta. Quando Baco lhe ofereceu a realização de um desejo, como recompensa por ele ter cuidado de um amigo, Midas pediu o poder de transformar em ouro tudo o que tocasse. Baco percebeu que esse desejo significava a destruição de Midas, mas, como havia prometido realizar qualquer desejo, cumpriu a palavra.



Midas voltou a seu reino e resolveu testar se realmente havia ganhado esse poder. Durante a viagem, tocou uma pedra e imediatamente ela se transformou em uma enorme pepita de ouro. Logo adiante encontrou um galho de árvore e, ao segurá-lo, percebeu que ele se transformara numa barra de ouro. Tudo o que ele tocava virava ouro. Não demorou a perceber que poderia ser o homem mais rico da Terra. Seus cavaleiros ficaram sobrecarregados de tanto transportar ouro.



Chegando ao palácio, mandou servir um jantar delicioso, com todo o requinte. Então levou um choque. A realidade mostrou-se cruel. Todo alimento que seu lábios tocavam virava ouro. O pão transformava-se em ouro, assim como qualquer alimento. E, para seu desespero, a água que quis beber, quando tocada por seus lábios, também se transformou em ouro. Percebeu, então, toda a loucura de seu desejo. Não conseguia mais se alimentar, não poderia dormir num leito macio nem tomar banho numa banheira cheia de água morna.




O rei Midas voltou a procurar Baco e pediu-lhe que tirasse dele esse poder. Baco orientou-o para que se lavasse nas águas do rio Pactoreos e, com efeito, depois de ter tomado banho naquele rio, ele perdeu o poder de transformar tudo em ouro. A consciência dessa transformação fez com que Midas abandonasse sua ambição material e passasse a viver de maneira mais simples e afetiva.



OS MIDAS MODERNOS: A INFELICIDADE POR FALTA DE AMOR –


O amor dessa pessoa é só capitalismo, esquece do ser humano e de si mesmo.



SOFRIMENTO BÁSICO: VORACIDADE



Quer sempre mais. Vive eterna competição. Tem insônia quando descobre que um concorrente teve sobre ele uma pequena vitória. Quer tudo para si, especialmente poder, sexo e dinheiro.



SUA VIDA É CONSEQÜÊNCIA DO QUE VOCÊ É:



Seu casamento é conseqüência de sua maneira de amar.


Sua empresa é resultado de sua capacidade de administrar.


Sua família é reflexa de suas atitudes.


Você é o dono de sua vida e o único responsável pelo que ela lhe devolve. Quanto mais qualidade você investir nela, melhor será o retorno. Quanto mais energia você puser nela, mas segurança ela lhe dará.



ROBERTO SHINYASHIKI



OS SONHOS PRECISAM SER SEUS:



É muito doloroso ter de carregar os outros nas costas.



A VIDA É UMA BRINCADEIRA EVOLUTIVA:



O homem animal;


O homem humano;


O homem divino.



O homem animal, pessoas assim só melhoram a maneira de agir quando se sentem ameaçadas. Mudam para não sofrer e acabam sofrendo muito para mudar. Como esse tipo de pessoas evolui quando se sente ameaçada, ela inevitavelmente cria ameaças e fortes pressões para si mesmas.



O aluno que estuda só para passar de ano é a versão animal; aquele que estuda para construir seu futuro é a versão humana.



O pai que conversa com o filho apenas por medo de que ele use droga é um homem animal. Mas o pai que age dessa forma para criar uma amizade sólida e bonita entre eles é um homem humano.



O homem divino transforma o homem na mais sublime explosão de paz e amor. Quando alguém tem plena consciência da própria grandeza como ser humano imprime a toda as suas ações mais ânimos, garra e satisfação.



O homem divino desfruta o prazer da evolução. Ele só sabe viver uma relação de amor com as pessoas.



Você está feliz?



Professor Dr. Wagner Luiz Marques


Endereços eletrônicos: wagnercne1@gmail.com; wlmcne@hotmail.com; Endereço por correspondência: Wagner Luiz Marques Rua Fernão Dias, 1994 Zona 01 CEP- 87.200-000 Cianorte – Paraná. Telefone: 44-3629-5578 - Celular: 44-9977-6604.

Nenhum comentário: